Câmara Municipal de Triunfo
Inicio Noticias 2ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO 1º PERÍODO LEGISLATIVO DA CÂMARA DE TRIUNFO-PE

Noticias

2ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO 1º PERÍODO LEGISLATIVO DA CÂMARA DE TRIUNFO-PE

No dia dezenove de fevereiro de fevereiro de dois mil e vinte e um (2021) realizou-se na Sala de Sessões da Câmara Municipal do Triunfo a 2ª Reunião do 1º Período Legislativo. Feita a chamada regimental foi constatada a presença...

Publicado em

No dia dezenove de fevereiro de fevereiro de dois mil e vinte e um (2021) realizou-se na Sala de Sessões da Câmara Municipal do Triunfo a 2ª Reunião do 1º Período Legislativo. Feita a chamada regimental foi constatada a presença de todos os vereadores. Em seguida o Senhor Presidente deu por aberta a reunião, em nome de Deus e da Lei Orgânica Municipal e solicitou a leitura da Ata da reunião anterior, que foi dispensada após deliberação plenária. Prosseguindo foi lido o expediente que constou: Oficio de nº 075/2021-GP, Oficio nº 02/2021 da DESSU Baixa Verde. Mensagem nº 09 encaminhando o PL nº 008 que abre no orçamento vigente crédito adicional suplementar vigente e dá outras providências. Mensagem nº 010 encaminhando o PL 009 que abre no orçamento vigente crédito adicional especial vigente e dá outras providências. Indicações nº 30, 31 e 47 do vereador Edvaldo de Oliveira Ferreira Filho. Indicações nº 32, 33, 34, 35, 36, 37, 38, 39, 40, 41, 42, 43, 44, 45, 46, 47, 48, 49, e 50. Requerimentos nº 008, 009 e 010.

O Presidente registrou a presença da vereadora Jeane do município vizinho (Flores) que agradeceu a oportunidade de estar na Câmara de Triunfo. Continuando, Sra. Jacinta Gomes, representante da ADESSU, devidamente inscrita na Tribuna Popular, se pronunciou relatando ações do projeto ADESSU em cena, que atendeu 250 famílias combatendo o abuso sexual, negligencia e violação dos direitos, garantindo direto de crianças entre 6 a 15 anos. Lembrou que garantir os direitos das crianças e adolescentes eram dever de todos e que apesar da pandemia, as ações continuaram e encerrou agradecendo a oportunidade. O Presidente colocou a Casa ao dispor.

Na sequência o vereador Djaci Marques referiu-se aos presentes e relatou a triste situação em que se encontrava as instalações físicas da escola Manoel Cândido, lembrando que apesar dos dez milhões recebidos do precatório FUNDEF nada foram reatados com os professores. Disse que foi votado nessa Casa um crédito para área de Lazer em quase 900 (novecentos) mil e não foi realizado. Justificou requerimento de pedido de informação relativo aos precatórios do FUNDEF. Ainda com a palavra, o vereador disse que iria propor que as reuniões ordinárias fossem semanais e uma vez no mês ser itinerante nas comunidades rurais, tornando o trabalho da Câmara mais dinâmico e que contava com o apoio dos vereadores. Ainda Ressaltou a importância das emendas impositiva como forma de evoluir e garantir no orçamento percentual para execução garantida das ações, obrigando o gestor a fazer e atender a continuidade. Deixou seu repúdio por mais um reajuste de combustível, onde o Brasil estava desgovernado, sem plano de vacinação, sem organização e a população sofrendo. Na sequencia o vereador Anselmo Martins cumpriu precedente regimental e se pronunciou, inicialmente prestando contas de visitas realizadas na zona rural junto com o Prefeito, onde esteve no Lajedo da Penha e futuramente apresentaria Indicação solicitando infraestrutura turística para o local. Concordou com o vereador Djaci em relação ao desgoverno do Brasil, onde faltava dinheiro para as vacinas nas não faltava para comprar o “centrão” por três milhões. Justificou suas Indicações especialmente a que trata do saneamento básico e a garantia de teto máximo para insalubridade dos ACS e Agentes de emendas. Concordou com o vereador Djaci por realizar as reuniões para semanalmente, lembrando que os vereadores se reuniam extraordinariamente, sempre que convocados, atendendo as necessidades, porém se os demais entendessem apoiaria a ideia. Anselmo Martins relembrou o ato normativo que disciplina as reuniões e encerrou sua fala retornando à presidência. O vereador Edvaldo de Oliveira Ferreira Filho (Camilo) se pronunciou dizendo da alegria em ver pessoas no plenário, concordando com a ideia de Djaci em mudar as reuniões para semanal e com Pedro quanto ao tempo de fala, lembrando que muitas reivindicações podem ser encaminhadas através de ofício e evitar os apartes. Ainda com a palavra, justificou suas proposições pedindo urgência na reforma na reforma da escola Manoel Cândido, esclarecendo que a quadra society não tinha sido pela emenda de Gonzaga Patriota. Disse em relação a transparência dos do COVID, quem não devia, não temia e mais uma vez solicitou medidas para os cachorros soltos nas ruas, na sequência o vereador Givaldo (Bal) líder do governo referiu-se aos presentes, disse da felicidade em ver Indicações em favor dos ACS e agente de endemias que trabalhavam com sacrifício. Justificou suas Indicações e esclareceu que não pediu a reforma da escola João Henrique porque a Secretária já havia feito vistoria juntamente com a Secretaria de obras e que a referida escola recebia alguns alunos de Calumbi e de Flores sendo referencia em educação. Defendeu o PL nº 008, justificando que era início de gestão, solicitando aprovação como forma de organizar os serviços e encerrou sua fala agradecendo. Continuando, o vereador Macio Fernandes agradeceu a Deus por estar na reunião, com saúde. Justificou suas Indicações e pediu para o Executivo a questão da iluminação pública, pois os moradores pagavam para ter uma energia de utilidade. Parabenizou o Prefeito pela quadra do Santo Antônio de Corôas apesar de tantas dificuldades. Ainda com a palavra solicitou que os proprietários de terrenos efetuem as limpezas dos mesmos, evitando acumulo de ratos e cobras e pediu a reabertura da pista de cooper na escola São Vicente para uso disciplinar dos moradores. O vereador Pedro Xavier de Queiroz fez uso da palavra inicialmente agradecendo a Deus por mais uma vez estarem reunidos para debater problemas e possíveis soluções para a cidade e ressaltou a importância das falas serem custas, objetivas, inclusive estabelecendo uma quantidade de Indicações, organizando e dinamizando os trabalhos legislativos. Elogiou o trabalho da ADESSU, que presta um excelente serviço e com maestria voltada para educação e conscientização. Referiu-se às Indicações, dizendo não saber se seriam realizadas e que os vereadores acompanhariam e cobrariam. Justificou suas Indicações deixando seu repúdio pela falta de reajuste dos professores da rede municipal e elogiou a escola municipal do sítio Fortaleza que obteve o 2º lugar do estado no IDEBE, num resultado de trabalho e valorização dos professores, inclusive na pandemia quando não estavam preparados e deram sua contribuição, mesmo sem os recursos tecnológicos necessários e ressaltou a necessidade de iniciar um amplo debate sobre o piso salarial e da valorização do magistério.

Ainda merecera aprovação, os Requerimentos de nº 001/2020 ao nº 007/2020.